O celular é cada vez mais o principal dispositivo usado pelos brasileiros para acessar a internet, e quase metade do país têm o smartphone como única forma de se conectar à rede.

O smartphone é cada vez mais a única forma que brasileiros se conectam à internet: 49% dos entrevistados só usam o celular, superando pela primeira vez os que combinam celular e computador (47%). Há um fator socioeconômico fundamental para o uso exclusivo de celulares, que é mais comum entre as classes D/E (80%) e em áreas rurais (72%). A internet móvel é a principal forma de acesso à internet para 48% dos brasileiros das classes D/E.

“No Brasil, 33 milhões de usuários com renda mensal de até dois salários mínimos utilizam a Internet exclusivamente pelo celular, enquanto o uso simultâneo incluindo o computador foi realizado por 88% dos usuários da classe A. O fator socioeconômico é preponderante. Aqueles que têm a possibilidade de escolher combinam o uso de mais de um dispositivo para acessar a rede, algo crucial para o desenvolvimento de habilidades digitais, especialmente no cenário de nova economia digital”, explica Alexandre Barbosa, gerente do Cetic.br.

O estudo TIC Domicílios 2017 foi feito entre novembro de 2017 e maio de 2018 e entrevistou mais de 23 mil domicílios em todo o país. O estudo completo pode ser conferido pelo site do Cetic.br.

Dominância do celular

Por mais um ano, o celular foi tido como o meio preferencial de acesso dos brasileiros. Segundo a pesquisa, 97% usou o celular como dispositivo de acesso à internet — patamar muito parecido com o de 2017, que foi de 96%. Esse dado inclui pessoas que usaram celular e computador e apenas celular.

Contando as pessoas que usaram apenas o celular para se conectar, o percentual é de 56%.

O computador, porém, tem diminuído como dispositivo utilizado pelos brasileiros para a conexão. Apenas 43% relatou ter usado um computador para acessar a internet em 2018, queda em relação a 2017, quando a margem era de 51%.

O dispositivo era tido como meio de acesso por 80% em 2014 e sofreu queda gradual desde então. No mesmo período aconteceu o triunfo do celular, que era usado como meio de conexão por 76% em 2014.

Fonte: G1

Compartilhe!